Endodontia – Vital3M

Endodontia

A Endodontia (vulgarmente designado por “desvitalização”) é a área da Medicina Dentária que se dedica ao diagnóstico e tratamento das doenças da polpa dentária (vulgarmente designado pelo “nervo do dente”) e dos tecidos que rodeiam o dente.

A polpa dentária é constituída por vasos e nervos, sendo responsável pela manutenção e nutrição dos tecidos dentários conferindo sensibilidade ao dente. Esta é protegida pela dentina mais internamente, um tecido duro mas que ainda possui canalículos onde existem prolongamentos celulares, e pelo esmalte mais externamente, um tecido mais duro e sem vascularização.

As doenças da polpa dentária são tipicamente iniciadas por processos de cárie dentária profunda – quando a destruição causada pelo ataque ácido progressivo da cárie dentária lesa o esmalte e a dentina, passando a existir uma comunicação direta entre a cárie e a polpa – mas também por fraturas dentárias ou traumatismos.

Nestes casos de inflamação pulpar ou necrose da polpa dentária, o tratamento endodôntico (desvitalização) é o único tratamento que possibilita a manutenção do dente. Nestes casos procede-se à remoção de todo o tecido pulpar e à posterior desinfeção e tratamento dos canais radiculares, sendo depois preenchidos por um material biocompatível que possibilita a reconstrução do dente e a manutenção do mesmo.

Existem ainda casos em que podemos ter infeção nos tecidos que rodeiam um dente que já foi tratado. Nestes casos procedemos ao retratamento, onde fazemos a total remoção do material usado para preencher os canais radiculares e posterior desinfeção e tratamento.

CURIOSIDADES

– Embora no passado com alguns materiais o dente desvitalizado escurecesse, hoje em dia todos os materiais que usamos não levam a nenhuma alteração de cor do dente;
 
– A desvitalização, também ao contrário do que ocorria, é um tratamento absolutamente indolor realizado sob anestesia, como qualquer tratamento dentário comum como sejam as restaurações;
 

– Hoje em dia com modernos materiais e técnicas, este tratamento passou a ser feito quase sempre numa só consulta;